Página Inicial / Municipio / Prefeita Devanir não paga salário de vice há 8 meses, mas marido recebe normalmente

Prefeita Devanir não paga salário de vice há 8 meses, mas marido recebe normalmente

O vice-prefeito de Itagimirim, Luizinho (Podemos), revelou no sábado (30), em entrevista à rádio Estação FM 87,9, que está com os salários em atraso e que entrou na justiça contra a prefeita da cidade, Devanir Brillantino, para investigar o caso.

Segundo ele, Devanir se nega a pagar seus vencimentos de vice-prefeito. O mesmo alega que já são oito meses sem receber salário, enquanto que o marido, o ex-prefeito Giovanni Brillantino, atualmente secretário de Relações Institucionais nomeado pela gestora e “voluntário” da pasta da Assistência Social, recebe salário em dia. Eleito em 2016 junto com a prefeita na mesma chapa, Luizinho rompeu politicamente após o político se opor aos “descasos e demandos por parte da gestora na cidade”, mas continua ocupando o cargo de vice legitimamente outorgado pelo povo.

Inconformado com a situação e após várias cobranças, o vice-prefeito recorreu ao Ministério Público para intervir no caso. Durante a entrevista, Luizinho deu mais detalhes sobre o fato, revelando que já protocolou denúncia junto à justiça com um processo de cobrança e no MP com um processo de improbidade administrativa contra a prefeita por atrasos salariais.

“Eu venho sendo perseguido há muito tempo. É um desabafo: eu tenho oito meses sem receber salário. Eu tenho como provar, inclusive, entrei com denúncia contra a prefeita por uma questão de perseguição política e pura vaidade do marido dela que dá gargalhada quando fala que não está me pagando e que vive naquela política de antigamente. Ele sempre fez isso com os vices dele e todo mundo sabe. O cara entrou agora e já recebeu três salários e eu tenho oito meses sem receber salário. Devanir, faço um apelo aqui: pague o meu salário, mulher, eu tenho filha pequena para criar, eu tenho que sustentar minhas situações, tenho famílias em Itagimirim que dependem de mim. Questões políticas são questões políticas, se tiver erro meu, vá pra justiça e me denuncie, agora, por uma questão de picuinha me prejudicar? São oito meses sem receber salário”, desabafou.

Em entrevista à rádio, o vice-prefeito disse que cansou de fazer cobranças a prefeita. Ele promete novas ações contra a gestora e afirmou que está juntando provas de várias outras irregularidades supostamente cometidas pela chefe do Executivo Municipal e o seu marido, o ex-gestor da cidade, Giovanni Brillantino, que ocupa a secretaria de Relações Institucionais e, ao mesmo tempo, “voluntário” da pasta da Assistência Social, à frente da administração municipal.

“Giovanni entrou ontem e já tem três salários na conta e duas diárias e é voluntário. Uma pessoa por questão de perseguição política chegar a esse ponto por achar que eu vou me render? Eu quero apenas o que tenho direito previsto em lei”, contou Luizinho.

 

Fonte: Pauta Bahia

Sobre admin

Você pode Gostar de:

ITAPEBI: AUTO ESCOLA CABRÁLIA

Por: Bahiananet.com.br Atenção Itapebi e Região, chegou a oportunidade que faltava pra você tirar sua …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!